Fechar [X]

Argentina

 False

Por Nao CoChile

Curtir

26/11/2015

Hora de fechar o apartamento entregar as chaves para pegar a estrada. Fomos os primeiros "locatários " do apartamento do German Teta. Tínhamos mesa, cozinha, água quente e internet do 3º andar que o Teta ligou para uma amiga e pegou a senha do Wi-Fi.

Fomos entregar as chaves na casa do Teta e tomar um café de despedida. O coração apertou na hora de dizer adeus, ali tivemos a certeza que uma amizade verdadeira foi formada.

Saindo da Argentina, já na estrada em direção de Mendonza, fomos curtindo a estrada as paisagens. O carro estava sem detalhe!!! Enchíamos o tanque e a quilometragem aumentando nas nossas vidas.  Um tanque da para percorrer quase 1000 km, mas por segurança chegava aos 800  km percorridos parávamos para abastecer.

A nossa alegria foi pausada quando fomos parados pela Polícia Argentina que de cara já me chamou para a ir na salinha velha cheirando mofo, olhando ao redor vi algumas folhas impressas com possíveis leis com marca texto desbotado.

Com o boné baixo ele já veio me falando que teria que aplicar multa pesada por causa do insulfilm, teria também que segurar minha carteira de habilitação até eu pagar a multa.

Aí veio a pergunta : "O que vamos fazer?! Precisa deixar um "regalo"!

Regalo é presente se for seu amigo, no caso é extorsão mesmo.

Explique nossa situação é que estávamos economizando para finalizar a viagem. O senhor da estrada chegou a comentar que queria nossos skates.

Quando ele abriu esta brecha para presentes já fui até o carro peguei duas camisetas que havíamos ganhado de regalo de amigos e um cd do Zeca Pagodinho para poder sermos liberados.

O susto passou mas a partir deste ponto a tensão aumentava sempre que víamos policiais na estrada. Cheguei a ter umas dores na barriga.

Tirando o pause, a alegria voltou e seguimos curtindo a viagem, rodamos mais algumas horas e novamente fomos parados por outros policiais. Depois de ver todos nossos documentos e não achar nada de errado, mesmo tentando ele descaradamente me fala que no Brasil tem ótimos óculos, na hora deu para ver que ele estava de olho nos óculos do branco do Creke.

Falei que sem óculos não dava para segue viagem dirigindo e ele então lançou a pergunta : O que vamos fazer?!

A propina estava lançada, ele não contente pediu para ver em baixo do banco se achava algo errado. Por sorte tinha ganhado uma camiseta em Florianopolis de um rapaz que sabia que estávamos pegando a estrada. A camiseta dizia : "tanque cheio estrada vazia".

Eu já de saco cheio pensei, este filha da puta vai levar a camiseta mais vou fazer ele tirar uma foto segurando,  atestando o suborno. Fiz cara de sínico e o flash registrou.

Já tarde da noite quase chegando em Mendonza achamos uns arcos de metal que achamos que era possível andar , olhando era perfeitos mas na pratica não dava para andar. Tentamos de tudo, colocamos até o gerador com as luzes para ver o pico. Lá de longe vimos as luzes de um carro de polícia e a correria para guardar tudo e ir embora foi frenética.

Não deu tempo e eles chegarão, neste momento já estávamos em choque pensando o que teria que ficar mais uma vez.

Entre conversa vai e vem, percebemos que os policiais eram amigos e eles se interessaram no viagem e ali ficamos alguns minutos conversando eles foram dando opções para tirarmos fotos no nosso trajeto até Mendonza.

Já aliviados e surpresos mais uma vez o universo nos iluminou. Dirigimos 18 horas seguidas e não aguentava mais.  O lema da tour, "naocochile", já havia sido quebrado a algumas centenas de kilometros atrás.

Primeiro posto que avistei, estacionei o carro desliguei o motor e junto dormi.

Mais posts desse blogueiro
Mais posts

Para acessar com a sua conta do Facebook, é necessário que você esteja cadastrado no site.

Já sou Cadastrado! Cadastre-se

Para acessar com a sua conta do Twitter, é necessário que você esteja cadastrado no site.

Já sou Cadastrado! Cadastre-se