Fechar [X]

Fronteira do Chile

 False

Por Nao CoChile

Curtir

01/12/2015

Acordando no posto:

Acordamos todos tortos dentro do carro, o Bam já tinha se agilizado e tomou um banho antes da senhora que cuida da limpeza chegar. Com espanto ela disse que eles estava no banheiro das mulheres.

Fui ligar o carro e a bateria não pegou. Acho que ainda é o problema do alternador que ferveu a bateira. Fizemos ligação com a auxílio dos cabos no fiat 147 a diesel do borracheiro e seguimos.

Menos de 100km fomos parados mais uma vez porque eu estava com a luz apagada. O frio na barriga é quase igual ao frío que vou sentir ao cruzar a Cordilheira dos Andes.

Expliquei tudo o que havia acontecido a uma hora atrás e ele apresado para falar ao celular nos liberou.

Chegamos em Mendonza e fomos comprar suplentes e procurar lugar para andar. Sem querer achamos uma ponte que em baixo tinha varias transições, como dirigimos muito montamos acampamento para descarregar os cartões e carregar as baterias das câmeras, graças ao gerador que faz nosso escritório funcionar em qualquer canto.

No mesmo lugar comecemos uma família muito gentil que se dispuseram a nos ajudar.

Colocamos o carro na frente da casa deles e conversamos muito, ganhamos cervejas artesanais e uma garrafa de vinho.

Disseram que na volta se passarmos por lá vamos ser recepcionados com um churrasco.

Dirigimos mais um tanto e descobrimos que estávamos na direção errada. Foi ótimo se perder porque conseguimos fazer umas fotos muito legais com as montanhas ao fundo.

Com o Bam na Direção dei uma relaxada curtindo a passagem, entre uma música e outra a zona estava feita dentro do carro. Muitas horas dentro do carro às vezes ficamos loucos e desta vez não foi diferente.  Durante a zona peguei um talco que estava na parte da frente e joguei no ar, tudo que estava dentro ficou branco inclusive a câmera do Creke e a lente.

Depois da merda feita paramos para limpar tudo é lógico dar muitas risadas, depois de ver que a máquina está ok.

Pegamos a direção certa mas queríamos fazer uma foto da estrada e cozinhar, saímos do asfalto e pegamos uma estradinha de terra para posicionar o carro para cozinhar e  montar o acampamento.

Em poucos instantes veio um senhor do outro lado da cercamento irritado perguntando o que estávamos fazendo ali. Quase sem tempo de explicar ele disse para sairmos se não ele pegaria a escopeta e a merda estava feita.

Saímos assustados e rodamos mais alguns quilômetros até achar um posto de gasolina. Ali mesmo

Montamos acampamento, o lugar ficava no pé da Cordilheira, ficamos encantados com a beleza da vista.

Foi hora de abrir o vinho e fazer um brinde à tudo que estávamos passando.

Cozinhamos, conversamos e fomos dormir cedo pois o dia prometia. Iríamos atravessar a cordilheira do Andes.

Mais posts desse blogueiro
Mais posts

Para acessar com a sua conta do Facebook, é necessário que você esteja cadastrado no site.

Já sou Cadastrado! Cadastre-se

Para acessar com a sua conta do Twitter, é necessário que você esteja cadastrado no site.

Já sou Cadastrado! Cadastre-se