Fechar [X]

A arte de reciclar o skate

 False

Por Armen Pamboukdjian

Curtir

30/10/2011

A utilização das peças de skate para a criação de objetos de decoração ou obras de arte não é nenhuma novidade, e inclusive já foi retratada aqui no portal da CemporcentoSKATE e em outras mídias nacionais de skate. No entanto, o skatista e artista japonês Harvest Haroshi constrói esculturas com uma perfeição incomum, a partir de shapes de skate quebrados que ele se recusava a jogar fora. O artista brinca com formas e cores, aliados aos seus anos de experiência neste tipo de reciclagem. E é essa a abordagem desta nota, mostrar um pouco além do que já foi divulgado!

Apaixonado pelo skateboard desde a adolescência, Haroshi é um artista autodidata que se atenta principalmente aos detalhes que ele conhece bem: as formas côncavas, as rodas e o metal dos eixos, tudo é utilizado. O trabalho reflete a perspectiva única de como um entusiasta do skate combina a herança japonesa ao espírito de inovação e tecnologia.

A técnica dos mosaicos de madeira que o artista utiliza é semelhante à antiga tradição japonesa de construção de Budas de madeira, que foi inventada por “Unkei” - Escultor Japonês (1151-1223), da escola Kei, especialista em estátuas de Buda e outras figuras importantes budistas com toque de realismo.

Haroshi cria esculturas tridimensionais, mas como a madeira dos shapes é diferente da madeira natural são submetidas a um processo rigoroso de seleção onde o artista corta as madeiras em forma de mosaico, e monta da maneira desejada entalhando com precisão. O padrão colorido é devido ao empilhamento das madeiras, uma vez que o artista não aplica pintura em suas obras.

No começo do ano, Haroshi recebeu uma encomenda do Diretor Executivo da NIKE, Mark Parker, para recriar um par de tênis modelo Dunk SB. O resultado não poderia ser outro a não ser uma peça com detalhes incríveis e que foi exposta de 14 de abril a 16 de maio deste ano, na mostra “Future Primitive” na Johnathan Levine Gallery, em Nova Iorque em sua primeira mostra solo fora do Japão. Em “Future Primitive”, o artista apresentou o tema inspirado na cidade de Nova Iorque representando imagens presentes na cultura pop, como o Super Mario e a maçã da Apple, entre outros.

Para conhecer o trabalho desse artista, clique aqui!

Notícias relacionadas
Mais notícias

Para acessar com a sua conta do Facebook, é necessário que você esteja cadastrado no site.

Já sou Cadastrado! Cadastre-se

Para acessar com a sua conta do Twitter, é necessário que você esteja cadastrado no site.

Já sou Cadastrado! Cadastre-se