Fechar [X]

Andorinha

 False

Por CemporcentoSKATE

Curtir

10/03/2016

A edição 195 da Revista CemporcentoSKATE marca a estreia de novos colunistas, e entre ele está o filmaker Guilherme Guimarães.

Com o texto intitulado "Estilo é pra Sempre", Guilherme recorre ao escritor Charles Bukowski para discorrer sobre o tema, e diz que acredita que "por mais difícil que a manobra seja, se não for executada com estilo não vale muita coisa". (o texto na íntegra encontra-se mais abaixo, nessa mesma nota)

Alguns links são citados no textos. Assista-os abaixo:

Poema de Charles Bukowski:



Rafael Gomes:



Bryan Herman:



Joe Pease para a TWS

STYLE from joe pease on Vimeo.



Texto na íntegra:

 

Estilo é para sempre:

Tal como Charles Bukowski (1920 - 1994) disse em “Style”, também penso que estilo seja a resposta para muitas coisas. Quando li esse poema pela primeira vez, há quase uma década, imediatamente relacionei-o com o skate. Acredito que por mais difícil que a manobra seja, se não for executada com estilo não vale muita coisa. Duro, não? Mas infelizmente essa é a lei da “sobrevivência” para quem não quiser ser mais um na multidão, ainda mais na era digital. Considero o skate uma expressão artística que destaca um ser pela sua individualidade e acho que Bukowski também, pois chamava de arte o ato de fazer algo perigoso com estilo.

Ao longo da minha carreira como filmmaker tive o prazer de filmar skatistas com estilo. Esteban Florio, Victor Süssekind, Murilo Romão, Wilton Souza, Felipe Oliveira, Kenny Anderson, Rafael Gomes e por aí vai. E por mais que o nível do skate evolua constantemente e que novos skatistas apareçam todos os dias, algumas pessoas ficarão marcadas para sempre. Não só porque desceram um corrimão gigante ou inovaram com um combo de três manobras qualquer, mas pelo modo como executaram as mesmas, por mais simples que possam ter sido. Caras como o Ginno Ianucci ou o Keenan Milton, por exemplo, marcaram gerações e serão lembrados para sempre por seu estilo, pois o skate deles é atemporal.

Não sou o primeiro a relacionar esse poema com o skate e sei que muito já foi feito, como o clipe da Emerica com o Bryan Herman e a animação do Joe Pease para a Transworld. Tudo me leva a crer que a próxima produção audiovisual relacionando os dois temas, mesmo que inconscientemente, seja o novo vídeo da Polar. Acredito que não é o que você faz, mas como. E tal qual diria Bukowski, “estilo é a diferença, no jeito como se faz e no modo como é feito”. Sinto que o estilo seja algo inato para poucos, mas que também desperta naqueles que fazem o que amam com toda a alma. E então pode ser apreciado na música, no design, nos filmes, no caminhar de uma mulher ou numa remada.

Guilherme Guimarães.

 

 

 
Notícias relacionadas
Mais notícias

Para acessar com a sua conta do Facebook, é necessário que você esteja cadastrado no site.

Já sou Cadastrado! Cadastre-se

Para acessar com a sua conta do Twitter, é necessário que você esteja cadastrado no site.

Já sou Cadastrado! Cadastre-se