Fechar [X]

Lorran Freitas e Marcio Roberto em Sanjah

 False

Por Redação

Curtir

13/09/2018

Lorran Freitas adquiriu recentemente uma câmera VX no Rio de Janeiro. Logo ele chamou Marcio Roberto, seu parceiro de time da Hocks e firmaram uma ideia: Filmarem um ao outro em São José dos Campos (cidade natal do Robertinho).

Projeto aprovado pela Hocks, passagem comprada e muita vontade de viver o verdadeiro skateboard e você confere isso em vídeo (mais abaixo) e matéria na próxima edição da nossa revista impressa (edição 210).


A viagem
(por Tobias Sklar)


A princípio a viagem começou planejada para durar 10 dias, mas foi fluindo, fluindo e no fim das contas durou mais de 1 mês. Segundo Robertinho, a ideia de chamar o Lorran para gravar em Sanjah* é pela disponibilidade de picos da cidade, recheados de possibilidades diferenciadas.

Toda essa movimentação foi ajudando a criar um conceito para o vídeo, que no início era só pra aproveitar um filmando ao outro, foi ficando mais sério. Ao final de cada dia eles chegavam, passavam as imagens pro computador e daí, começaram a "brincar" com a edição.

Mais um detalhe importante: nenhum dos dois jamais havia feito isso antes. Mas o fato de estarem vivendo essa situação, fez com que tudo rolasse ao natural. O que pode te impressionar bastante é ver que eles conseguiram traduzir seus gostos e referências para a timeline, criando uma história bastante fluída entre manobras e inserts de momentos captados durante as sessões.

Porque, além de muitas manobras, aproveitando o menor fluxo pela cidade por causa da Copa do Mundo, eles foram incluindo coisas como a historinha criada pelo artista Rudy Menezes que serviu como respiro numa das horas mais tensas, aquela em que o skate dá aquela arranhada na lente.

"Quando você está na rua com a sua câmera tudo pode acontecer, não tem seguro, não tem nada, então você está sujeito e isso que queríamos pôr no vídeo, que pra fazer as coisas tem que botar as caras e skate tem risco" - Marcio Roberto

"O bagulho ali foi verdadeiro, corre de skate mesmo, independente de qualquer coisa a gente tentou passar a visão pra rapaziada, não é uma parada comercial, é um lance de começo do skate, de um filmar o outro, espero que todo mundo receba a mensagem desse vídeo" - Lorran Freitas

E se alguém não percebeu, mesmo que fechados e com total suporte da Hocks, o vídeo foi produzido como "nas antigas", desde a concepção até a finalização, uma ação entre amigos, valorizando o verdadeiro corre do skate. E esse exemplo é o que mais vai ficar desse rolê, sentir a parada por inteiro, como bem lembraram em meio aos áudios trocados para confeccionar esse texto.

Em Sanjah a molecada que acompanhou as filmagens já está bem louca planejando seus próprios vídeos. Essa é a conexão!

*PS: Sanjah, para quem não sabe, é a gíria dos locais para o nome da cidade, São José dos Campos, e que acabou se encaixando perfeitamente como título para esse projeto.
 

Assista:

Notícias relacionadas
Mais notícias

Para acessar com a sua conta do Facebook, é necessário que você esteja cadastrado no site.

Já sou Cadastrado! Cadastre-se

Para acessar com a sua conta do Twitter, é necessário que você esteja cadastrado no site.

Já sou Cadastrado! Cadastre-se