Fechar [X]

Renato Custodio apresenta: Processo Cruzado

 False

Por Divulgação

Curtir

18/11/2016

No dia 30 de novembro a Galeria Fita Tape inaugura a exposição Processo Cruzado, a primeira individual do artista paulistano Renato Custodio. Partindo da fotografia, Renato modula suas composições geométricas em uma instalação imersiva, assim como em obras realizadas em diferentes mídias, como vídeo, azulejos e slides.

Veja o vídeo chamada, editado por Renat Zokreta:

Na fundação deste novo projeto de Renato Custodio está uma série específica de obras, intitulada C41, lidando com questões da fotografia, da arquitetura e da apropriação, tendo o processo analógico como plataforma de trabalho. Através de múltiplas exposições em um mesmo frame, rotacionando a câmera médio formato, Renato desconstrói a arquitetura modernista para criar composições geométricas abstratas. A paleta de cores vibrantes das fotos, estranha ao imaginário do concreto cinza moderno, é resultado do “processo cruzado”, no qual fotos registradas em filme positivo são reveladas em C41, procedimento normalmente usado para negativos. Em duas obras, o prório filme da câmera é montado em slides sobre fundo iluminado (como em uma mesa de luz), que está composto como uma cruz, como um cruzamento de linhas.

Em Processo Cruzado, a fotografia está diretamente relacionada à instalação site specific e à obra em vídeo. Existe uma conexão direta da pintura total do chão da galeria, guiada pela geometria presente nas fotos, com os módulos de madeira, azulejo e plástico que se projetam tridimensionalmente no espaço, como um mobiliário abstrato. A obra em vídeo, na qual estão presentes os módulos e os grafismos pintados no chão, filmados em outra locação, aberta e afastada da cidade, conta com um cruzamento extra, performático e seminal para o artista: o skate. Em uma colaboração com o skatista Felipe Oliveira e o videomaker Renato Zokreta, Custodio relaciona o corpo à geometria através de movimentos e manobras.

A obra de Renato Custodio chama atenção pela síntese formal, principalmente no contexto da geração de fotógrafos de São Paulo da qual faz parte. Artistas que partem da vivência urbana através do skate para reconfigurar o legado arquitetônico moderno, criando paralelos também com a arte concreta e neoconcreta. Se em Processo Cruzado, por um lado, o artista explora as possibilidades construtivas e modulares de sua geometria arquitetada no interior da câmera fotográfica, por outro, extrapola o lugar comum modernista, cruzando dimensões cromáticas, processuais e performáticas.

Já estabelecido como um dos principais fotógrafos de skate do Brasil, fez por muitos anos parte do Staff de fotógrafos da Revista CemporcentoSKATE. Como artista contemporâneo Renato Custodio participou de coletivas e projetos em espaços como o Santander Cultural, em Porto Alegre, o Paço da Artes e a galeria LOGO, em São Paulo. Ele experimenta agora, em 2016, um crescente reconhecimento no mundo da arte, depois de participar com uma instalação na coletiva anual Abre Alas, da galeria A Gentil Carioca, no Rio de Janeiro. O projeto se desdobrou ainda em uma intervenção na Praça Roosevelt em São Paulo (onde está localizada a galeria Fita Tape) e foi destaque no canal de TV Arte 1. Em outubro, a Fita Tape apresentou uma prévia de sua nova exposição em um projeto solo para a feira de arte contemporânea especializada em fotografia Buenos Aires Photo.

Serviço:
Processo Cruzado, individual do Renato Custodio
abertura: 30 de novembro de 2016, 18h
visitação: 1 de dezembro de 2016 a 14 de janeiro de 2017
de terça à sábado, das 14h às 19h

local: Galeria Fita Tape
Estação Satyros, Pça Roosevelt 134, São Paulo - SP
fitatape.com

Notícias relacionadas
Mais notícias

Para acessar com a sua conta do Facebook, é necessário que você esteja cadastrado no site.

Já sou Cadastrado! Cadastre-se

Para acessar com a sua conta do Twitter, é necessário que você esteja cadastrado no site.

Já sou Cadastrado! Cadastre-se